Qof

From Wiki
Jump to: navigation, search
Posição no Lamen
Posição na Árvore
Arcano da Lua
  • Título: a bruxa velha.
  • Inteligência: Inteligência Corporal.
  • Posição: Une as Esferas Netzach a Malkuth.
  • Significado: a nuca.
  • Valor Gematrico: 100.
  • Anjo: Barakiel.
  • Qliphoth: Qulielfi.
  • Runa: Laguz.
  • Cor: Roxo-Avermelhado.
  • Incenso: ambergris.
  • Animais: golfinho, peixes.
  • Seres lendários: fantasmas, lobisomens.
  • Pedras: pérola.
  • Plantas: popy, raspberry.
  • Árvore: elm.
  • Correlação: Peixes.
  • Arcano do tarot: A Lua.
  • Correspondência no corpo humano: pernas, pés.
  • Doenças: doenças venéreas.
  • Poderes: encantamentos, ilusões.
  • Símbolos: espelho mágico.
  • Rituais: todos os rituais de intuição e instintos.

Descrição

O 29º Caminho é a INTELIGÊNCIA CORPORAL, chamado deste modo porque ele forma cada corpo que é construído em todos os mundos e a reprodução deles.

No caminho da Inteligência Corporal, como o próprio nome especifica, é considerado a anatomia física e todas as funções com ela relacionado, como também a evolução física e o controle do lodo primitivo no homem.

O progresso interno é acompanhado pelo físico pela evolução espiritual; o corpo físico também evolui junto com sua consciência, porque o assunto é um elemental cuja consciência é a soma das consciências das células que a compõem. Quanto mais perfeito se faz um veículo físico humano, maior é a capacidade de entrar em contato com os planos sutis.

A letra Koph que é a chave deste Caminho simboliza a parte posterior da cabeça, a nuca que, conforme a tradição oculta é vinculada com o centro psíquico maior. Hieroglificamente representa uma compressora de força, coaccionadora.

O 29º caminho tem como propósito a compreensão completa de todas as funções orgânicas, alertar ao homem mais sobre seu corpo, como um instrumento importante para sua evolução. Os seus instintos reprodutivos deveriam ser entendidos, vivenciados e controlados pelo conhecimento das leis da natureza e da biologia, os transmudando para aspectos superiores, na aceitação, sem racionalização, do corpo e as suas funções, sobrepujando os tabus que o rodeiam. Conhecimento, transmutação e aceitação, elas são três qualidades importantes, entre outras, adquiridas nesta jornada.

Para o discernimento, chave de Malkuth, nós vamos saber a verdadeira natureza humana na sua totalidade, experimentando o ser total sem restrições e falsas castidades até alcançar Netzah cuja experiência espiritual é a visão da beleza triunfante, na forma, verdade, harmonia e justiça, sem a degradar.

O significado espiritual do 29ª caminho é determinado pelo signo aquático e mutável de peixes que incorpora à simbologia da polaridade em todos os seus aspectos.

O XVIII Arcano, A Lua, mostra nos um pântano de onde vai subindo um caranguejo, dirigindo-se para uma estrada tortuosa em um deserto. Representa a humanidade deixando a inconsciência. É o exemplo mais primitivo na vida consciente. O caranguejo também acostumado a caminhar para trás assinala o perigo para o qual o homem está exposto a andar para trás, isto é perder a consciência. O lobo e o cachorro que latem à Lua, representam os dois estados da humanidade, o selvagem e a pessoa evoluída. Pertencendo a mesma alma-grupo, simbolizando a dualidade, o bem e o mal. De cada lateral da estrada que se perde no horizonte, se vê uma torre que igualmente representa o bem e o mal.

O título deste Arcano que dá o sentido teórico a esta senda, Regulador do Fluxo e o Refluxo, se relaciona com a lei cíclica, o que está em conexão íntima com a luz. O Yods que descem da Lua lembram os espermatozóides; em outras versões do Tarô, elas são gotas de sangue que estão relacionados com a vida e a procriação.

O outro título deste Arcano, Criatura dos Filhos do Poder, está relacionado com os elementos da natureza neste caminho da Inteligência Corporal, o Reino elemental criado pelas crianças de Deus, que as "criações dos criados." Os quatro elementos naturais que estão no homem, quando eles entram em desequilíbrio (para excesso ou escassez), eles alteram o organismo na sua qualidade e desempenho, e facilitam o aparecimento da doença. Pela arte da concentração a harmonia elemental do corpo é re-equilibrada e, quem domina esta técnica, é elevado para cima da escravidão do pecado, doença e morte.

Assim como o elementais reagem e são estimulados pelas emanações cósmicas divinas, enquanto cooperando no Grande Trabalho do Criação, o Homem, espelho do Macrocosmo, é o seu reflexo, possuindo por isso a mesma capacidade criativa do Pai, tendo ao seu favor a capacidade de uso a magia do Verbo. Os pequenos construtores da natureza são estimulados igualmente pelas emoções e formas pensamentos emitidos pelo humano, tanto pensadas como faladas, manifestando a idéia objetivamente. É o poder que o Homem herdou de Deus.

Links Externos

  • [1] - Texto Original

Kabbalah