Difference between revisions of "Gentile da Fabriano"

From Wiki
Jump to navigationJump to search
 
(One intermediate revision by the same user not shown)
Line 9: Line 9:
 
Gentile nasceu perto de Fabriano, em Marche (Itália). Sua mãe morrera por volta de 1380, e seu pai, Niccolò di Giovanni Massi, retirou-se para um monastério no mesmo ano, onde morreria em 1385. Gentile trabalhou em vários lugares na zona central da Itália, principalmente na Toscana. Seus trabalhos mais conhecidos são o retábulo ''Adoração dos magos'' (1423) e ''Fuga ao Egito''.  
 
Gentile nasceu perto de Fabriano, em Marche (Itália). Sua mãe morrera por volta de 1380, e seu pai, Niccolò di Giovanni Massi, retirou-se para um monastério no mesmo ano, onde morreria em 1385. Gentile trabalhou em vários lugares na zona central da Itália, principalmente na Toscana. Seus trabalhos mais conhecidos são o retábulo ''Adoração dos magos'' (1423) e ''Fuga ao Egito''.  
  
Em 1408, Gentile da Fabriano trabalhou em Veneza. Entre 1409 e 1414, pintou um afresco (agora perdido) no Palácio do Doge, reproduzindo a batalha naval entre os Venezianos e Otto III, antes de se mover para Brescia.  Na década de 1420, ele trabalhou em Florença, onde pintou seu famoso retábulo a ''Adoração dos Magos'' (1423), hoje em Uffizi e considerada como uma das principais peças do estilo gótico.
+
Em 1408, Gentile da Fabriano trabalhou em Veneza. Entre 1409 e 1414, pintou um afresco (agora perdido) no Palácio do Doge, reproduzindo a batalha naval entre os Venezianos e Otto III, antes de se mover para Brescia.  Na década de 1420, ele trabalhou em Florença, onde pintou seu famoso retábulo a ''Adoração dos Magos'' (1423), hoje em Uffizi e considerada como uma das principais peças do gótico internacional.
 
   
 
   
Em 1425, Moveu-se de Florença para Siena e Orvieto (onde pintou um afresco de uma Madonna na catedral local) antes de se mover para Roma.  Em Siena, ele criou uma profunda influência em ''Sassetta'' – também conhecido como ''Stefano di Giovanni''. Morreu em 1427, enquanto trabalhava num afresco (destruído) na [[Basílica de São João de Latrão]]. Normalmente é dito que ele fora sepultado na igreja de S.Francesca Romana, em Florença, mas sua tumba desapareceu; há evidências, no entanto, que ele talvez tenha sido sepultado na Basílica de Santa Maria em Trastevere, em Roma, no lugar de sua morte.
+
Em 1425, Moveu-se de Florença para Siena e Orvieto (onde pintou um afresco de uma Madonna na catedral local) antes de ir para Roma.  Em Siena, ele criou uma profunda influência em ''Sassetta'' – também conhecido como ''Stefano di Giovanni''. Morreu em 1427, enquanto trabalhava num afresco (destruído) na [[Basílica de São João de Latrão]]. Normalmente é dito que ele fora sepultado na igreja de S.Francesca Romana, em Florença, mas sua tumba desapareceu; há evidências, no entanto, que ele talvez tenha sido sepultado na Basílica de Santa Maria em Trastevere, em Roma, no lugar de sua morte.
  
 
Gentile não deixou nenhum trabalho em Marche; exceto a possibilidade de uma Madonna (de autoria incerta) em Duomo, em Sant’Angelo in Vado, perto de Urbino.  Ele, do mesmo modo, deixou uma única pintura em Veneza.
 
Gentile não deixou nenhum trabalho em Marche; exceto a possibilidade de uma Madonna (de autoria incerta) em Duomo, em Sant’Angelo in Vado, perto de Urbino.  Ele, do mesmo modo, deixou uma única pintura em Veneza.

Latest revision as of 22:14, 9 November 2010

Gentile da Fabriano (1370-1427), pintor italiano. Foi um dos mais destacados artistas italianos do seu tempo, porém grande parte dos trabalhos sobre os quais reside seu nome foi destruída. A obra mais importante que sobreviveu até nossos dias é o retábulo Adoração dos Magos (1423), pintado para a Igreja da Santa Trindade, em Florença.

Sua obras sofreram a influência de artistas como Lorenzo Ghiberti, Masolino da Panicale e Michelino da Besozzo. Com ele trabalhou também Jacopo Bellini.

Biografia

Adoração dos Magos

Gentile nasceu perto de Fabriano, em Marche (Itália). Sua mãe morrera por volta de 1380, e seu pai, Niccolò di Giovanni Massi, retirou-se para um monastério no mesmo ano, onde morreria em 1385. Gentile trabalhou em vários lugares na zona central da Itália, principalmente na Toscana. Seus trabalhos mais conhecidos são o retábulo Adoração dos magos (1423) e Fuga ao Egito.

Em 1408, Gentile da Fabriano trabalhou em Veneza. Entre 1409 e 1414, pintou um afresco (agora perdido) no Palácio do Doge, reproduzindo a batalha naval entre os Venezianos e Otto III, antes de se mover para Brescia. Na década de 1420, ele trabalhou em Florença, onde pintou seu famoso retábulo a Adoração dos Magos (1423), hoje em Uffizi e considerada como uma das principais peças do gótico internacional.

Em 1425, Moveu-se de Florença para Siena e Orvieto (onde pintou um afresco de uma Madonna na catedral local) antes de ir para Roma. Em Siena, ele criou uma profunda influência em Sassetta – também conhecido como Stefano di Giovanni. Morreu em 1427, enquanto trabalhava num afresco (destruído) na Basílica de São João de Latrão. Normalmente é dito que ele fora sepultado na igreja de S.Francesca Romana, em Florença, mas sua tumba desapareceu; há evidências, no entanto, que ele talvez tenha sido sepultado na Basílica de Santa Maria em Trastevere, em Roma, no lugar de sua morte.

Gentile não deixou nenhum trabalho em Marche; exceto a possibilidade de uma Madonna (de autoria incerta) em Duomo, em Sant’Angelo in Vado, perto de Urbino. Ele, do mesmo modo, deixou uma única pintura em Veneza.