Nodo Lunar

From Wiki
Jump to navigationJump to search
Os nodo lunares são os pontos onde o plano orbital lunar cruza com a eclíptica, o caminho do sol no céu

Os Nodos Lunares são os nós orbitais da Lua, ou seja, os pontos onde a órbita da Lua cruza a eclíptica (que é a órbita aparente do Sol através do firmamento). O nodo ascendente é onde a lua cruza com o norte da eclíptica. O nodo descendente é onde se cruzam ao sul.

Eclipses ocorrem somente próximo aos nodos lunares: Eclipses solares acontecem quando a passagem da lua através de um nodo coincide com a lua nova; Eclipses lunares acontecem quando a passagem coincide com a lua cheia. Um eclipse lunar pode acontecer se a lua cheia estiver dentro de 11° 38' de um nodo, e o eclipse solar pode acontecer se a lua nova estiver dentro de 17° 25' de um nodo.

O nodo lunar precede de forma relativamente rápida ao redor da eclíptica, completando uma revolução (chamada de draconítica ou período nodal, o período de nutação) em 6793.5 dias ou 18.5996 anos (note que este ciclo não é o mesmo que o Ciclo de Saros, que determina os eclipses).

Nomes e símbolos

Os nodos são chamados por diversos nomes em diferentes culturas.

Como o nodo ascendente é o ponto de interseção entre a eclíptica e o plano da órbita lunar quando a lua ascende do sul para o norte, é chamado às vezes de nodo norte. Em antigos textos europeus ele é chamado de cabeça do dragão (Caput Draconis, ou Anabibazon). O símbolo do nodo ascendente é U+260A.png, o símbolo astronômico e astrológico da cabeça do Dragão. Da mesma forma, o nodo descendente é o ponto onde a lua está descendendo do norte para o sul e é chamado de nodo sul, sendo conhecido também como o rabo do dragão (Cauda Draconis, ou Catabibazon), e seu símbolo é o inverso do nodo ascendente: 16px. Note que o nodo norte pode encontrar-se ao sul do nodo sul durante o decurso do ciclo nodal.

Na astronomia Hindu, o nodo ascendente ☊ é chamado de Rahu e o nodo descendente ☋ de Ketu.

Significado Astrológico

Na astrologia ocidental é comum marcar em horóscopos somente o nodo norte, visto que o nodo sul está por definição no ponto oposto do mapa. Na astrologia védica, os nodos norte e sul, respectivamente Rahu e Ketu, são ambos marcados no mapa. Na astrologia tibetana (parcialmente baseada no Kalachakra Tantra) o nodo sul é chamado Kalagni.

External links